Close

Voc ainda no um membro? Registre-se agora.

lock and key

Log in.

Account Login

Esqueceu sua senha?

Horários de Funcionamento

Consultas: de 2ª a 6ª, das 8h às 18h. Marque já sua consulta.
Fisioterapia: de 2ª a 6ª, das 8h às 19h, somente com hora marcada.
Marcação de consultas e Fisioterapia: até as 18h.

Artroplastia Total do Joelho feita pelo sistema de navegação garante maior precisão às cirurgias ortopédicas

01 mai Diversos, Notícias | maio 1, 2009

Poucas vezes utilizada no país, a nova técnica cirúrgica possui o acompanhamento do computador e interação de instrumentos manipulados pelo cirurgião.

Os procedimentos médicos nos últimos anos têm evoluído muito, principalmente, no que diz respeito a pacientes que, por algum motivo, têm a necessidade de passar por algum tipo de processo cirúrgico. O que antes era considerado uma cirurgia de alto risco, hoje pode ser feito com maior precisão, reduzindo o tempo cirúrgico e os números de complicações. É o caso da cirurgia de Artroplastia Total do Joelho guiada pelo sistema de navegação digital, considerada um dos avanços tecnológicos mais significativos no implantes de próteses na ortopedia atual. Sensores colocados no paciente e conectados a um software indicam, com precisão, os cortes ósseos e o posicionamento correto da prótese, corrigindo pequenos erros não observados a olho nu, como o correto alinhamento e balanceamento ligamentar da articulação.

A nova técnica, não popular ainda no país, tem o acompanhamento do computador e interação de instrumentos e implantes manipulados pelo cirurgião com a parte do corpo do paciente que é operado. O monitor mostra imagens virtuais em dois ou mais planos com a apresentação de medidas de distâncias e ângulos, dando um posicionamento perfeito onde o cirurgião deve agir. As imagens e medidas facilitam a cirurgia e garantem a precisão dos movimentos médicos e, conseqüentemente, maior durabilidade da prótese.

O Instituto Affonso Ferreira, localizado na cidade de Campinas (SP), é um dos pioneiros na utilização cirurgia assistida pelo computador. Em pouco mais de um ano, o Instituto já contabiliza 20 cirurgias de artroplastias feitas com o auxílio da navegação entre mais de 100 artroplastias de joelho do método convencional, um número bastante expressivo em se tratando de uma técnica que vem sendo utilizada há tão pouco tempo no país. De acordo com o ortopedista Marcelo Wiltemburg Alves, especialista na realização do procedimento, a nova técnica traz diversas vantagens tanto para o paciente como para a equipe médica.

“A tecnologia permite a precisão dos cortes ósseos realizados, obtendo um resultado imediato muito mais adequado e uma durabilidade da prótese articular muito maior, pois, a principal causa de falha na cirurgia e consequentes revisões, diz respeito aos cortes ósseos realizados de forma inadequada e erro de posicionamento dos implantes, o que pode ser evitado com o controle da cirurgia por meio do computador”, justifica Wiltemburg.

Reconhecimento e Know-how
Pioneiros na utilização de novas técnicas cirúrgicas na área da ortopedia e traumatologia, o Instituto Affonso Ferreira atinge o mesmo nível tecnológico das melhores instituições do país e do mundo em sua especialidade. A participação frequente dos especialistas do IAF em congressos mundiais e cursos de atualizações vêm crescendo a cada ano, permitindo que os pacientes brasileiros recebam tratamento semelhante aos encontrados em países considerados de primeiro mundo. Somente em 2008, foram mais de 10 viagens ao exterior, sempre com o intuito de aperfeiçoar os conhecimentos e aplicabilidade de novas técnicas cirúrgicas na área da ortopedia.

Em uma de suas viagens mais recentes à França, Witemburg pôde participar de uma série de cirurgias em laboratórios com peças de cadáver e acompanhar cirurgias ao vivo tanto de artroplastias quanto artroscopias em joelho, ombro e quadril. De acordo com o ortopedista, que por diversas vezes participou de maratonas de cirurgias no exterior, a quantidade de procedimentos realizados varia com o tempo de estadia no país. “Numa viagem como essa da França, em dois dias, é possível participar de até 20 cirurgias. E o mais vantajoso disso tudo é o aprendizado das novas técnicas em cirurgia de joelho, que poderá ser refletido diretamente no atendimento aos nossos pacientes”, finaliza Marcelo.