Close

Voc ainda no um membro? Registre-se agora.

lock and key

Log in.

Account Login

Esqueceu sua senha?

Horários de Funcionamento

Consultas: de 2ª a 6ª, das 8h às 18h. Marque já sua consulta.
Fisioterapia: de 2ª a 6ª, das 8h às 19h, somente com hora marcada.
Marcação de consultas e Fisioterapia: até as 18h.

Expedicionários da Saúde iniciam campanha para construção de hospital no Haiti

17 dez Notícias | dezembro 17, 2011

A Organização Não-Governamental, Expedicionários da Saúde, inicia campanha que tem como principal objetivo arrecadar R$ 1 milhão para construção de um hospital de ortopedia na cidade de Les Cayes, localizada a 200 quilômetros da capital Porto Príncipe, no Haiti. Para concretização do projeto, os Expedicionários já contam com o terreno de 350 metros quadrados, doado pelo hospital canadense Brenda Stratford, os equipamentos hospitalares, que serão doados por uma ONG de Nova Iorque – que trabalha com reforma de equipamentos como esses -, além do apoio de empresas de implantes ortopédicos e, é claro, dos profissionais. Agora, a organização espera contar com a ajuda de empresários e parceiros para viabilizar o projeto de construção do hospital.

Ortopedista do Instituto Affonso Ferreira e presidente da ONG, Ricardo Affonso Ferreira, foi para o Haiti logo após o país ser devastado pelo terremoto em janeiro de 2010 e acompanhou de perto os estragos provocados pelos tremores e a miséria na qual vive a população. Para se ter uma idéia dos estragos causados pelo tremor, Ferreira conta que tudo aquilo que um dia já foi residência, hospital, escola, asilo, prédio comercial ou igreja agora é tudo uma coisa só: entulho. A poeira fina e branca sopra das máquinas que removem os escombros e ressecam pele, vias respiratórias e olhos de quem anda por aquele pedaço de ilha. “Além de toda essa situação precária, há no país somente 27 ortopedistas para cuidar de milhares amputados e feridos e nenhum na cidade de Les Cayes”, afirma.

Em sete expedições, feitas desde o terremoto, os Expedicionários da Saúde realizaram 350 cirurgias de trauma e ortopedia e mais de 1,5 mil atendimentos clínicos. Instalados no Hospital Canadense Brenda Strafford, Ferreira comenta que os “Doctor Brasilien” – que na tradução livre quer dizer “Doutores Brasileiros” –, como são conhecidos pela população, tornaram-se referência na região para tratamento de casos ortopédicos complexos.

“Ainda há uma demanda muito grande por pessoas que buscam e necessitam de um acompanhamento médico. Há cirurgias para serem refeitas e também muitos pacientes que sofrem, diariamente, acidentes de carro e moto, por conta do trânsito caótico na cidade. Há muitos partos e muitos doentes crônicos que necessitam de um atendimento”, diz.