Close

Voc ainda no um membro? Registre-se agora.

lock and key

Log in.

Account Login

Esqueceu sua senha?

Horários de Funcionamento

Consultas: de 2ª a 6ª, das 8h às 18h. Marque já sua consulta.
Fisioterapia: de 2ª a 6ª, das 8h às 19h, somente com hora marcada.
Marcação de consultas e Fisioterapia: até as 18h.

Expedicionários da Saúde prestarão atendimento às vítimas do Haiti

22 jan Notícias | janeiro 22, 2010

A organização não-governamental Expedicionários da Saúde se prepara para atender as vítimas atingidas pelo terremoto que devastou o Haiti na semana passada. Para isso, o ortopedista e coordenador da ONG, Ricardo Affonso Ferreira, embarcou rumo à capital Porto Príncipe para escolha do local onde deverá ser montada toda a infra-estrutura para atendimento à população haitiana. A ação conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Campinas.

Há sete anos prestando atendimento médico e cirúrgico às comunidades indígenas da Amazônia, os Expedicionários da Saúde dispõe de um Centro Cirúrgico Móvel (barraca especial que pode ser levada para regiões de difícil acesso) e querem levar esta estrutura para o Haiti, considerando as dificuldades de atendimento médico no país, já que 80% estrutura básica foi completamente destruída, inclusive estruturas médicas. “Não podemos ver tudo isso acontecer e simplesmente ficarmos de braços cruzados. A idéia e levar toda a estrutura que dispomos e profissionais das áreas de trauma, ortopedia, pediatria, pronto-socorristas e emergêncistas para atender a população atingida pelo terremoto”, destaca o ortopedista e coordenador da Expedicionários da Saúde, Ricardo Affonso Ferreira.

Ao todo deverão embarcar cerca de 30 profissionais da área de saúde. A equipe tem feito reuniões diárias para definição de todos os detalhes. A logística do material é a principal preocupação dos profissionais neste momento, já que parte do equipamento tem que ser retirado na Base Aérea de Manaus, área de atuação dos Expedicionários da Saúde, e levados para o Haiti, onde a falta de transporte e a demora para o recebimento dos equipamentos podem atrasar o início das operações. O embarque do restante do material e os profissionais de saúde será feito em Campinas.