Close

Voc ainda no um membro? Registre-se agora.

lock and key

Log in.

Account Login

Esqueceu sua senha?

Horários de Funcionamento

Consultas: de 2ª a 6ª, das 8h às 18h. Marque já sua consulta.
Fisioterapia: de 2ª a 6ª, das 8h às 19h, somente com hora marcada.
Marcação de consultas e Fisioterapia: até as 18h.

Ortopedistas brasileiros ministram curso de artroscopia nos Estados Unidos

13 dez Notícias | dezembro 13, 2011

Alunos são também brasileiros que querem aprofundar conhecimento na técnica

A partir deste ano, ortopedistas brasileiros participam, durante dois dias, em Boston, nos Estados Unidos, de um curso de especialização nas áreas de joelho, ombro e quadril. Mas um diferencial deste trabalho é que as aulas são ministradas por colegas brasileiros, previamente selecionados, onde um dos principais critérios é que tenham um nível técnico bem avançado para repassar as novas técnicas que estão sendo aplicadas nos países mais desenvolvidos do mundo. Um desses médicos orientadores é Marcelo Wiltemburg, do Instituto Affonso Ferreira, de Campinas. Entre os dias 24 e 29 de setembro, o ortopedista estará com outros especialistas para ministrar aulas para uma turma de 10 brasileiros que aprenderão as últimas novidades sobre a artroscopia do quadril.

A primeira turma fez o curso em março deste ano e, além dos professores brasileiros, o seleto grupo conta ainda com o apoio de ortopedistas americanos. “Para mim é muito importante participar deste trabalho. Adquirimos experiência e podemos aprimorar conhecimentos tanto com os brasileiros como com os ortopedistas americanos. È uma troca rica de informações. O IAF atende muitos pacientes da região e de vários estados brasileiros e se tornou uma referência nacional neste tipo de tratamento. È sempre bom esta reciclagem”, diz Wiltemburg. Além de Marcelo, o grupo de professores conta ainda com cinco especialistas de São Paulo, um do Rio de Janeiro e um de Itu. Toda a viagem é patrocinada por uma empresa de Pró Cirurgia Especializada, com sede em São Paulo. Na área de joelho e ombro, acontecem dois cursos por ano. Já na área de quadril, duas vezes.

Instituto Affonso Ferreira
O Instituto Affonso Ferreira, de Campinas, é referência no país em tratamentos ortopédicos e orgulha-se de ter como um dos marcos mais importantes de sua história o fato de ter sido pioneiro ao trazer para o Brasil, no final da década de 80, o procedimento de artroscopia. A técnica, até hoje considerada inovadora, inicialmente era feita somente no joelho e, posteriormente, no ombro, quadril, punho e cotovelos. A cirurgia consiste na introdução de uma micro-câmera na articulação e as imagens, obtidas por meio de um monitor, permitem que seja verificada a presença ou não de tecidos lesionados. Quando o paciente é submetido ao procedimento convencional, ou seja, cirurgia aberta, os tecidos normais são afetados, o que não ocorre na artroscopia.

O aumento da demanda diz respeito à inovação da técnica – que é bem menos invasiva, garante precisão e recuperação rápida – e também a popularização do procedimento, já que esse tipo de cirurgia é coberta pelos planos de saúde. Mesmo assim, é imprescindível que o paciente conheça e busque referências sobre o médico que pretende realizar o procedimento, já que uma cirurgia mal feita pode comprometer toda a estrutura vascular e nervosa e pode resultar em um trauma ainda maior. “O procedimento, que alia à necessidade de curar a lesão do paciente e devolvê-lo ao mercado de trabalho o mais breve possível, reflete na procura cada vez maior por informações e realização da cirurgia”, garante Wiltemburg, especialista em cirurgias artroscópicas, único em Campinas que realiza artroscopia em ombro, quadril e joelho e possui uma das maiores experiências do país.