Close

Voc ainda no um membro? Registre-se agora.

lock and key

Log in.

Account Login

Esqueceu sua senha?

Horários de Funcionamento

Consultas: de 2ª a 6ª, das 8h às 18h. Marque já sua consulta.
Fisioterapia: de 2ª a 6ª, das 8h às 19h, somente com hora marcada.
Marcação de consultas e Fisioterapia: até as 18h.

Pós-Operatório

Os mesmo cuidados são tomados do que aqueles feitos para as cirurgias convencionais de ATQ, com a vantagem de ser, a maioria dos pacientes, jovem e ativa.

Os cuidados com a prevenção dos fenômenos de tromboembolismo ( entupimento das veias dos membros inferiores ) são iniciados já na sala de recuperação, com mobilização precoce, uso de meias elásticas, etc.

O operado deve sair do leito assim que as condições anestésicas estejam permitindo, preferentemente nas primeiras 24 a 48 horas, com deambulação precoce, apoio parcial ou total, dependendo do conforto do local cirúrgico. A colaboração da fisioterapia é indispensável, neste período: ela irá ajudar e orientar o operado na sua recuperação e atividade física.

O uso de antibióticos profiláticos é feito por 24 a 48 h e o doente recebe alta hospitalar, em geral em 3 a 4 dias.

A maioria consegue deambular sem qualquer ajuda, logo nas duas primeiras semanas, consegue dirigir dentro das primeiras 6 semanas e trabalhando normalmente.

Embora não seja recomendado, precipuamente, as atividades físicas são permitidas, desde que não correspondam a esportes extenuantes e de alta performance, ao contrário do que é recomendável aos pacientes que fazem as PTQ convencionais, quando as atividades desportivas são proibidas.

Alguns poucos pacientes ouvem “clicks” e “rangidos” nos primeiros meses, o que raramente causa algum problema e desaparece em poucos meses.

Há necessidade de acompanhamento com exames físicos e radiografias pelo menos uma vez por ano, durante toda a sua vida, na tentativa de prevenir que pequenos problemas se tornem maiores.